Texto normalContraste normalAumentar contrasteAumentar textoDiminuir texto Ir para o conteúdo

25/09/18 | Assessoria de Imprensa - SAP   Fotos: Divulgação/SAP

Lanche recheado de maconha e outros ilícitos - agentes flagram visitantes tentando entrar com entorpecentes e minicelulares em presídios do estado - 22 e 23/09/2018


A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informa sobre as apreensões do último fim de semana, 22 e 23 de setembro, em presídios de todo o Estado. Todos os casos foram registrados por meio de boletim de ocorrência e os visitantes flagrados foram automaticamente suspensos do rol de visitas. Num dos casos, na Penitenciária I "Vereador Frederico Geometti" de Lavínia, agentes encontraram maconha dentro de lanches trazidos por mãe de sentenciado da unidade.

Em cada uma das apreensões, os presos foram isolados e respondem a Procedimento Disciplinar para apurar a cumplicidade daqueles que receberiam os materiais ilícitos.

Guarulhos

Durante o domingo (23) de visitas na Penitenciária II “Desembargador Adriano Marrey”, de Guarulhos, os agentes de plantão flagraram uma visitante tentando entrar na unidade com 29 tiras de papel supostamente sendo droga sintética.

Ao passar pelo scanner corporal foi visto na gola da blusa da companheira de um detento as tiras de papel. Ao ser questionada, a visitante afirmou espontaneamente que se tratava de droga sintética. Os ilícitos foram retirados da gola de sua blusa e encaminhados junto com a mulher ao 4° Distrito Policial de Guarulhos para elaboração de Boletim de Ocorrência.

Diadema

No último domingo (23), no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Diadema, uma visitante foi surpreendida ao passar por revista no scanner corporal com um invólucro contento entorpecentes alojado em sua genitália.

Ao ser indagada e em local apropriado, a mulher retirou o pacote de seu corpo e o entregou aos agentes de plantão, que observaram a presença de substâncias características à maconha e à cocaína. A visitante foi encaminhada ao 1° Distrito Policial de Diadema para a elaboração de Boletim de Ocorrência e demais procedimentos de praxe.

Franco da Rocha

Nas unidades prisionais de Franco da Rocha foram registradas cinco apreensões com visitantes durante o final de semana (22 e 23 de setembro) de visitas. Em todos os casos relatados mulheres tentavam entrar nas unidades com entorpecentes escondidos nas roupas ou em seus corpos.

Na Penitenciária III “José Aparecido Ribeiro” a companheira de um preso foi flagrada com 87 gramas de suposta cocaína e 6 gramas de suposta maconha, que estavam escondidos em seu top. Os entorpecentes foram detectados a partir de imagens do scanner corporal.

No Centro de Progressão Penitenciária (CPP), uma visitante também companheira de detento escondeu um invólucro contendo substância análoga à cocaína em sua genitália. A mesma foi conduzida a Unidade de Pronto Atendimento local para a retirada o invólucro de seu corpo.

No domingo de visitas da Penitenciária I “Mário de Moura e Albuquerque”, três visitantes esconderam entorpecentes em seu corpo e na costura de roupas para entrar na unidade. Os ilícitos foram vistos pelas imagens do scanner corporal usado na revista de visitantes. Em todos os casos as substâncias eram características à maconha e em uma das situações, em que a mulher levava o entorpecente em seu ânus, também foram encontrados dois bilhetes. Ao ser questionada, a mulher afirmou que o ilícito seria utilizado para pagar dívidas do seu filho.

Todos os casos flagrados nas unidades prisionais de Franco da Rocha foram encaminhados à Delegacia de Polícia local para registro de Boletim de Ocorrência e demais providências.

Parelheiros

Na Penitenciária “ASP Joaquim Fonseca Lopes”, de Parelheiros, no último sábado (22), foi apreendido um aparelho mini celular com uma visitante. O ilícito foi visto pelos agentes de plantão durante revista realizada na mulher através do scanner corporal.

O aparelho estava dentro de um invólucro escondido no corpo da mulher que, ao ser indagada sobre estar com algum ilícito, disse não saber do que se tratava. A mesma foi encaminhada a um local apropriado onde, de forma espontânea, retirou o aparelho do corpo e entregou a servidora de plantão. O caso foi encaminhado ao 101° Distrito Policial para registro de Boletim de Ocorrência.

Campinas

No sábado (22), duas mulheres foram flagradas tentando entrar no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Campinas com objetos ilícitos. Na primeira ocorrência, a companheira de um detento estava com relatórios do PCC e 16 gramas de maconha escondidos no cós da calça. Já a segunda apreensão ocorreu no momento em que a suspeita passou pelo body scanner e as imagens mostraram alteração nas partes íntimas dela. Questionada pelas agentes, a mulher confessou que estava com drogas em seu ânus. Voluntariamente ela retirou o material, que ao ser pesado, constou que havia 84 gramas de maconha e 18 de cocaína.

Hortolândia

No sábado (22), uma mulher de 20 anos foi detida, durante o procedimento de revista da Penitenciária ‘Odete de Leite Campos Critter, popularmente conhecida como PII de Hortolândia, com 25 gramas de maconha e 45 de cocaína.

Os agentes perceberam que a suspeita estava com algo irregular porque as imagens feitas pelo scanner corporal mostraram alteração na região pélvica dela. Quando ela foi questionada assumiu que estava com entorpecentes e disse que planejava entregar ao companheiro para que ele comercializasse entre os colegas detidos.

Jundiaí

No sábado (22), a companheira de um detento foi surpreendida, durante o procedimento de revista, no Centro de Detenção Provisória de Jundiaí, com 83 cigarros contendo maconha. No domingo (23), outra mulher foi detida, porque estava escondendo maconha em um laço para cabelos. As duas suspeitas foram conduzidas ao plantão policial, onde permanecem à disposição da Justiça. Os presos que seriam visitados foram isolados, preventivamente para procedimento disciplinar.

Capela do Alto

No domingo (23) a companheira de um detento foi flagrada durante o procedimento de revista, tentando entrar na penitenciária de Capela do Alto, com 206 gramas de maconha na vagina.

As agentes perceberam que havia algo de errado com a suspeita porque ela apresentou nervosismo quando passou pelo scaneador corporal. Diante disso, a mulher foi interrogada e admitiu que estava com drogas. Em seguida ela foi encaminhada ao plantão policial, onde permanece à disposição da Justiça e o preso foi isolado, preventivamente para procedimento disciplinar.

Taubaté

Uma idosa, de 65 anos, foi surpreendida com massa epóxi ao tentar entrar no Centro de Detenção Provisória "Dr. Félix Nobre de Campos", o CDP de Taubaté, na manhã do domingo, dia 23 de setembro. A mulher é mãe de um preso da unidade.

O flagrante aconteceu por volta das 8h30, quando os itens trazidos pela visitante foram revistados no aparelho de raio-X. Os agentes de segurança penitenciária encontraram dois pedaços de massa epóxi, de aproximadamente um centímetro cada, no pote com macarronada que a suspeita pretendia entregar a seu filho.

A mulher teve o nome suspenso do rol de visitas da SAP. A direção do CDP de Taubaté enviou comunicado para a Vara de Execuções Criminais, além de instaurar Procedimento Disciplinar de Apuração.

Cerqueira César

No domingo, 23, às 8h15, no Centro de Detenção Provisória de Cerqueira César, ao passar companheira de detento pelo scanner corporal da unidade, agentes observaram um contraste diferente nas imagens. Repetiram a operação com a visitante voltado para o lado oposto do escaneamento e notaram um volume anormal na região da cintura. Indagaram a que se referia tal proporção e a visitante revelou que trazia introduzido no cós de sua calça uma certa quantia de maconha para entregar ao seu companheiro.

Álvaro de Carvalho

No sábado, 22, na Penitenciária "Valentim Alves da Silva" de Álvaro de Carvalho, por volta das 9h, agentes constataram imagem suspeita ao submeter visitante pelo aparelho de scanner corporal da unidade, na altura da região pélvica.

Ao ser questionada, ela manifestou desejo de ser encaminhada a unidade médica, local onde, após realização dos exames necessários, a suspeita foi confirmada com a constatação da existência de aproximadamente 135 gramas de maconha contida no interior de um invólucro introduzido na genitália.

Ribeirão Preto

Foram duas apreensões na Penitenciária de Ribeirão Preto no domingo, 23. Na primeira, às 10h10, visitante, companheira de sentenciado da unidade, foi submetida ao scanner corporal, ocasião em que foi visualizada a presença de objetos estranhos na região da axila. Diante dos fatos a visitante foi encaminhada a uma sala reservada, e após questionamentos, na presença de agente feminina, retirou de seu top (usado em substituição ao sutiã) dois invólucros contendo maconha. Mais tarde, às 12h10, outra companheira de outro sentenciado foi submetida ao scanner corporal, ocasião em que foi visualizada a presença de objetos estranhos em seu corpo, não sendo possível identificá-los. Diante dos fatos a visitante foi encaminhada a uma sala reservada. Após questionamentos, na presença de agente feminina, ela retirou das nádegas dois invólucros, que abrigavam maconha.

Itatinga

No domingo, 23, por volta das 11h00, durante os procedimentos de revista de visitantes através do aparelho de scanner corporal, visitante, companheira de detento do Centro de Detenção Provisória de Itatinga, apresentou uma alteração na imagem. A agente que operava o aparelho solicitou à visitante, em local reservado, para que erguesse a camiseta para verificar se havia algum objeto oculto. Ela se recusou a mostrar, porém após muita insistência da funcionária, a visitante confessou que estava portando em seu top entorpecente do tipo maconha, que foi a primeira vez que tentou entrar com entorpecente na unidade, que não foi coagida a trazer o entorpecente e que a droga encontrada seria para ela mesma, pois é usuária de maconha. Após a confirmação (16, 78 gramas), o material foi aprendido e acionada a Polícia Militar que a encaminhou ao distrito policial para elaboração do flagrante.

Lavínia

Na Penitenciária I "Vereador Frederico Geometti" de Lavínia, no domingo, 23, às 10h40, agentes encontraram maconha em lanches dentro de vasilhas de alimentação trazidos por mãe de sentenciado da unidade. Questionada sobre a origem da substância, a visitante disse que não sabia, pois quem tinha preparado o alimento era uma outra pessoa que que visitava outro sentenciado e que entregou os sanduíches.

Na Penitenciária II "Luis Aparecido Fernandes" de Lavínia, no domingo, 23, agentes encontraram uma placa de aparelho de telefonia móvel celular dentro de uma bolsa trazida por companheira de sentenciado da unidade.

Também no domingo, foram duas apreensões no domingo, 23, na Penitenciária III "ASP Paulo Guimarães" de Lavínia. Às 11h40, companheira de sentenciado da unidade foi surpreendida tentando ingressar no ambiente carcerário com um aparelho de telefonia celular. A apreensão ocorreu depois que a visitante passou pelo equipamento de detecção body scanner, que apontou a irregularidade. O objeto estava acondicionado num invólucro, confeccionado com fita de alta fusão, papel carbono, grafite em pó e introduzido em sua genitália.

Mais tarde, 11h55, agentes encontraram com dois aparelhos de telefonia celular e um pedaço de estanho para solda em uma vasilha plástica contendo arroz temperado. O alimento foi trazido por outra companheira de outro sentenciado. A apreensão foi realizada com o auxílio do aparelho de detecção de raio-x do presídio, que acusou a presença dos objetos ilícitos ocultados.

As mulheres foram encaminhadas para a Delegacia de Polícia de Lavínia e os sentenciados, por sua vez, foram isolados preventivamente em cela disciplinar.

Valparaíso

Na Penitenciária de Valparaíso, no domingo, 23, durante procedimento de revista na sacola de alimentação trazida por visitante, companheira de sentenciado, agentes encontraram seis invólucros com maconha e quatro compridos brancos.

Presidente Bernardes

No último fim de semana, duas visitantes do sexo feminino foram surpreendidas tentando entrar com objetos proibidos na Penitenciária “Silvio Yoshihiko Hinohara” de Presidente Bernardes. No sábado, 22, por volta das 9h40, e no domingo, 23, por volta das 8h40, durante procedimento de revista no scanner corporal, visitantes foram flagradas, cada uma, com um aparelho de telefonia celular introduzido em suas respectivas genitálias.

Pacaembu

No sábado, 22, na Penitenciária "Ozias Lúcio dos Santos" de Pacaembu, agentes encontraram, dentro de uma vasilha plástica trazida por companheira de reeducando da unidade, 20 invólucros de maconha e nove chips de celular. Os ilícitos estavam escondidos dentro da vasilha, no interior de vários pedaços de carne trazidos pela visitante. A Polícia Militar foi acionada e ela conduzida após o flagrante para a Delegacia de Polícia local.

Junqueirópolis

Na Penitenciária de Junqueirópolis, no sábado, 22, ocorreram duas apreensões com visitantes no sábado e duas no domingo. Às 08h30, durante revista por meio do aparelho de scanner corporal, servidores perceberam a presença de um objeto nas partes íntimas de companheira de preso da unidade. Indagada, ela retirou o objeto espontaneamente na presença de duas servidoras, que após averiguação ficou constatado tratar-se de uma porção de maconha e um extrato bancário. No mesmo dia, mais tarde, às 8h50, outra visitante, também companheira de preso da unidade, também foi flagrada da mesma forma com um invólucro nas partes íntimas contendo uma porção de maconha e uma porção de cocaína.

Já no domingo, 23, às 9h25, outra companheira de outro preso foi flagrada por meio do scanner corporal tentado entrar na unidade com um micro aparelho celular nas partes íntimas. Mais tarde, às 10h50, os agentes flagraram outra companheira de ouro preso da unidade, com algo estranho nas partes íntimas, porém a visitante negou portar alo ilícito, sendo encaminhada para fazer exame de raio X na Santa Casa local, sendo ratificada a presença do objeto após o exame. Ela acabou retirando das partes íntimas um invólucro, que continha maconha.

Martinópolis

Na Penitenciária "Tacyan Menezes de Lucena" de Martinópolis, foram cinco apreensões, sendo duas no sábado, 22, e três no domingo, 23. No sábado, 22, às 9h30, companheira de sentenciado tentou ingressar na unidade com um invólucro inserido na região genital, contendo maconha. O material e a visitante foram encaminhados para a Delegacia local. Na mesma data, por volta das 9h45, outra companheira de outro sentenciado tentou ingressar com um invólucro inserido na região genital. Dentro, havia duas placas de micro aparelho de telefonia celular.

No domingo, 23, por volta das 10h, outra companheira de outro sentenciado tentou ingressar na unidade com um invólucro inserido na região genital. Dentro, havia um aparelho de telefonia celular desmontado. O objeto e a visitante foram encaminhados para a Delegacia local. Na mesma data, às 11h20, outra companheira de outro sentenciado, tentou ingressar na Penitenciária com um invólucro inserido na região genital, contendo cocaína. Mais tarde, às 12h10, irmã de sentenciado da unidade, tentou ingressar na unidade com um invólucro inserido na região genital, contendo duas placas de aparelho de telefonia celular.

Os ilícitos e as visitantes foram encaminhados para a Delegacia local. Foi instaurado Procedimento de Infração Disciplinar em desfavor dos sentenciados para apuração de sua responsabilidade no evento.

Riolândia

No Centro de Detenção Provisória "ASP Valdecir Fabiano" de Riolândia, no sábado, 22, às 8h40, agentes encontraram porções de maconha escondidos em doce do tipo "pé de moça", com o auxílio do aparelho de raio-x da unidade. O ilícito foi trazido por companheira de detento da unidade.

aasassa
Topo