Texto normalContraste normalAumentar contrasteAumentar textoDiminuir texto Ir para o conteúdo

20/03/18 | Assessoria de Imprensa - SAP   Fotos: Divulgação/SAP

Agentes apreendem componentes eletrônicos em óculos, chips de celular escondido em sanduíches, maconha em maços de cigarro e outras apreensões em todo Estado de SP


No domingo (18) duas visitantes do Centro de Detenção Provisória de Vila Independência foram flagradas tentando entrar com ilícitos na unidade. O primeiro flagrante aconteceu durante o procedimento de revista de alimentação, quando agentes da unidade foram revistar os sanduíches levados pela visitante e surpreenderam nove chips de celulares escondidos dentro dos alimentos. Já o segundo caso aconteceu durante o procedimento de revista da visitante por meio de Body Scanner, quando agentes verificaram que ela estava com algo ocultado no cós da calça de moletom que estava usando. Questionada, ela confessou estar portanto entorpecentes escondidos e entregou as drogas.

Foi aberto Procedimento Apuratório Disciplinar e as duas mulheres foram conduzidas para o 56º Distritos Policiais de São Paulo.

Nestes e em todos os casos relatados abaixo, os visitantes são levados para Delegacia de Polícia locais, sendo registrado Boletim de Ocorrência, além de acarretar suspensão do rol de visitas na unidade. Os presos que receberiam os ilícitos são isolados e respondem a Procedimento Apuratório Disciplinar.

No sábado (17) uma visitante do CDP de Pinheiros I foi flagrada, durante o procedimento de revista por meio de Scanner Corporal, com algo escondido em seu top. Questionada, a visitante mostrou a barra da roupa e a agente viu que ela estava portando 53 gramas de maconha.

Foi aberto Procedimento Apuratório Disciplinar e ela foi conduzida para o 91º DP de São Paulo.

No domingo (18) uma visitante do CDP de Pinheiros I foi flagrada, durante o procedimento de revista por meio de Scanner Corporal, com algo escondido no cós de sua calça. A agente responsável solicitou olhar a vestimenta e localizou dois invólucros com 69 gramas de maconha escondidos na roupa.

Foi aberto Procedimento Apuratório Disciplinar e ela foi conduzida para o 91º DP de São Paulo.

Guarulhos

Ontem (18), ao passar pelo procedimento de revista por meio de Scanner Corporal, uma visitante da Penitenciária "Adrano Marrey" de Guarulhos II foi flagrada com um objeto estranho ocultado em sua genitália. Após ser questionada pelos agentes a mulher admitiu estar com um invólucro de cocaína e, voluntariamente, aceitou realizar a retirada. Ela foi encaminhada para sala isolado, onde retirou o objeto do seu corpo.

Foi instaurado Procedimento Apuratório Disciplinar e a visitante foi encaminhada para o 4º DP de Guarulhos.

Santo André

No domingo (18), duas mulheres foram pegas tentando entrar com ilícitos no Centro de Detenção Provisória de Santo André. O primeiro flagrante aconteceu durante a revista por meio de Scanner Corporal, quando a visitante passou pelo aparelho agentes perceberam um volume estranho ocultado em seu corpo. Questionada, ela confessou estar com um invólucro com mini celular escondido dentro do seu corpo. Ela voluntariamente aceitou realizar a retirada do aparelho e foi encaminhada para uma sala isolada, onde retirou o invólucro. Já o segundo flagrante ocorreu quando agentes estavam revistando o jumbo que uma visitante estava levando para um preso. Durante o procedimento de revista dos maços de cigarro contidos no jumbo, os servidores perceberam que o tabaco havia sido trocado por maconha.

Nos dois casos foi Aberto Procedimento Apuratório Disciplinar e as mulheres foram encaminhadas para o 4º DP de Santo André.

São Vicente

Na Penitenciária 2 de São Vicente, três mulheres foram barradas com material ilícito. A companheira de um detento, de 44 anos, tentou entrar na unidade prisional com 4 porções de maconha (aproximadamente 42 gramas) escondidas em uma vasilha de bolo. Outras duas visitantes foram encaminhadas ao Pronto Socorro local para exame clínico específico após suspeitas dos Agentes de Segurança Penitenciária (ASPs).

Depois das análises, foram identificados objetos suspeitos nas partes íntimas das duas mulheres. Uma delas, de 32 anos, carregava um invólucro com 118 gramas de cocaína que pretendia entregar ao irmão, preso da unidade. A outra suspeita, de 23 anos, tentava entrar na penitenciária com um microcelular.

Praia Grande

Ainda no domingo, no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Praia Grande, um homem de 49 anos foi flagrado com 80 gramas de maconha disfarçados em um pacote de tabaco seco. O visitante é pai de um detento e o material foi identificado após os agentes perceberem um odor suspeito durante a revista.

Tremembé

Uma mulher de 42 anos foi surpreendida ao tentar entrar na Penitenciária I "Tarcizo Leonce Pinheiro Cintra" de Tremembé com 48 gramas de maconha escondidos na calcinha, no domingo, dia 18 de março. Após identificado um objeto suspeito pelo scanner corporal, a visitante foi questionada por Agentes de Segurança Penitenciária (ASPs) e admitiu carregar a droga que seria entregue a seu companheiro, detento da unidade.

Potim

No sábado, 17, 82 gramas de maconha foram apreendidos com uma visitante na Penitenciária II de Potim. A mulher de 27 anos foi barrada pelo scanner corporal e, após negar portar material ilícito, foi conduzida para a Delegacia de Polícia de Aparecida. Após interrogatório, a mulher admitiu carregar um invólucro contendo maconha que entregaria ao seu marido, preso do estabelecimento penal.

Campinas

No último sábado (18), por volta das 10h, uma mulher foi surpreendida, durante procedimento de revista, no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Campinas, com aproximadamente 150 gramas de maconha escondidas na roupa.

Hortolândia

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informa que no último domingo (18), uma mulher foi detida, na Penitenciária "Odete Leite de Campos Critter" - PII de Hortolândia, com 640 invólucros de maconha misturados aos alimentos que pretendia entregar ao seu companheiro. Aparentemente nervosa, M.G.C.S disse aos agentes que uma desconhecida ofereceu-lhe, antes de entrar na unidade, uma quantia de $600,00 (seiscentos reais) para levar a vasilha com mantimentos para dentro da PII e que esse valor seria pago quando ela saísse da prisão. A suspeita disse ainda que não tinha conhecimento sobre o que estava dentro da vasilha e alegou estar grávida de 8 meses.

Piracicaba

no último sábado (17), por volta das 9h30, uma mulher, de 18 anos foi detida ao passar pelo body scanner, na Penitenciária de Piracicaba, com cocaína introduzida no ânus. Segundo as agentes responsáveis pela revista, imagens do equipamento mostraram alteração e ao ser questionada a suspeita admitiu e retirou o objeto voluntariamente.

Já no domingo (18), outra mulher também foi surpreendida ao passar pelo scanneador corporal. Segundo informações da unidade prisional, a suspeita estava com cocaína escondida no forro da calcinha.

Ribeirão Preto

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) registrou, no último final de semana, duas tentativas frustradas de entrada de drogas com visitantes na Penitenciária de Ribeirão Preto.

No sábado, 17, por volta das 8h da manhã, esposa de sentenciado tentou entrar no presídio escondendo material ilícito na calça. O flagrante ocorreu durante a passagem da visitante no aparelho de scanner corporal que identificou objeto desconhecido nas vestes da mulher. As agentes de segurança questionaram a visitante e a encaminharam à uma sala reservada para realização da revista.

Elas encontraram um invólucro contendo maconha na barra da calça da mulher.

Outro caso ocorreu no domingo, 18, por volta das 10h. Uma mulher escondia um invólucro com droga na vagina. As agentes de segurança identificaram, por meio do aparelho de scanner corporal, um objeto desconhecido nas partes íntimas da visitante, que foi levada à uma sala separada e retirou, de forma voluntária, um pacote contendo maconha. O ilícito seria supostamente entregue ao seu marido.

São José do Rio Preto

No domingo, 18 ao analisar a imagem do bodyscanner referente a visitante, companheira de preso do Centro de Detenção Provisória de São José do Rio Preto, foi verificado algo anormal nas pernas, acima do tornozelo. Questionada, acabou por confessar que havia em sua posse de maconha e cocaína que seriam entregues para seu companheiro.

Junqueirópolis

Agentes da Penitenciária de Junqueirópolis desconfiaram das imagens no scanner corporal dos óculos que uma visitante, companheira de preso da unidade, usava. Ao ser submetido ao aparelho de raio X, ficou constatado a presença de componentes eletrônicos nas laterais do óculos, camuflados em um fundo falso. Também no domingo, 18, outras visitantes, companheiras de outros presos da unidade, foram flagradas ao serem submetida sao procedimento de revista por meio do aparelho Body Scanner. Em uma delas,, ficou constatada a presença de comprimidos nas costuras dos bolsos da calça, aparentando tratar-se de medicamento para estímulo sexual. Em outra, ficou constatado a presença de um invólucro introduzido no ânus. Diante dos fatos, a visitante foi encaminhada ao Plantão Policial para averiguação. Sendo posteriormente constatado tratar-se de cocaína.

Lavínia

Na Penitenciária I "Vereador Frederico Geometti", três visitantes foram flagradas tentando entrar com maconha em invólucro oculto nos genitais. No sábado, 17 Já na Penitenciária "Luis Aparecido Fernandes" duas visitantes foram flagras pelo aparelho de scanner corporal com drogas. Uma ocultava maconha e cocaína no cós da calça que vestia. A outra retirou de sua genitália um invólucro que ao ser averiguado ficou constatado que se tratava de um aparelho de telefonia móvel celular.

Seis mulheres, todas companheiras de presos da Penitenciária III "ASP Paulo Guimarães" de Lavínia, foram flagradas no sábado, 17, tentando entrar com maconha (três casos) e cocaína (também três casos), todas da mesma forma: oculto nos genitais. Agentes também perceberam da mesma forma os ilícitos: por meio do do aparelho de scanner corporal da unidade.

Andradina

Foram duas apreensões no sábado, 17, na Penitenciária "ASP Anísio Aparecido de Oliveira". Ao ser submetida a revista pelo equipamento "Scanner Corporal", foi observado na imagem gerada algo estranho na altura dos ombros (axilas), onde após verificação foram encontrados dois volumes de maconha. No mesmo dia, outra visitante ao ser submetida a revista pelo equipamento "Scanner Corporal", foi observado na imagem gerada algo estranho na altura da sua genitália. A visitante foi flagrada com maconha oculta em invólucro.

Mirandópolis

Na Penitenciária "Nestor Canoa", no sábado, 17, durante o procedimento de revista através do aparelho “Body Scanner”, verificou-se que havia certo objeto na parte interna do corpo de visitante , companheira de sentenciado da unidade. Diante disso, a visitante, sem sofrer qualquer tipo coação ou constrangimento, dispôs-se a retirá-lo espontaneamente e o entregou, para uma das servidoras, um invólucro.Na sequência, com o apoio da Policia Militar, a visitante foi encaminhada à Delegacia de Polícia de Mirandópolis/SP, e posteriormente à Delegacia de Lavínia/SP, onde foi lavrado o competente Boletim de Ocorrência. Constatou-se que no interior do invólucro havia aproximadamente 86 gramas de maconha.

aasassa
Topo