Texto normalContraste normalAumentar contrasteAumentar textoDiminuir texto Ir para o conteúdo

14/01/20 | Assessoria de Imprensa - SAP   Fotos: Divulgação/SAP

Agentes de segurança flagram visitante com droga sintética escondida no meio de um hamburguer com batata frita - Apreensões em unidades do Estado – 11 e 12 de janeiro de 2020


A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informa sobre as tentativas de burlar a vigilância de agentes penitenciários nos dias 11 e 12 de janeiro. Todos os casos foram registrados por meio de boletim de ocorrência e os visitantes flagrados foram automaticamente suspensos do rol de visitas. Em cada uma das apreensões, os presos ficam isolados e respondem a Procedimento Disciplinar para apurar a cumplicidade daqueles que receberiam os materiais ilícitos.

Valparaíso

Na Penitenciária de Valparaíso, durante procedimento de revista na sacola com alimentos trazida por uma visitante, agentes de segurança encontraram dentro de uma vasilha com comida (hamburguer e batata frita) dois invólucros contendo folhas de papéis de cor amarelada e branca, aparentando ser droga sintética “k-4”.

Presidente Venceslau

Na Penitenciária “Maurício Henrique Guimarães Pereira", a P II de Venceslau, houve uma apreensão no sábado durante a revista do "jumbo" (comida) de uma visitante cadastrada como companheira do sentenciado. Foram encontrados três invólucros dentro de um frasco de desodorante com três pedaços de papéis com e dois cartões de memória. As outras duas apreensões ocorreram no domingo, durante o procedimento de revista através do aparelho de scanner corporal, onde uma visitante foi pega através de imagem suspeita e confirmou que portava um invólucro com crack e dois papéis com anotações nas partes íntimas. Depois, domingo, o scanner corporal detectou algo suspeito no reto de uma visitante. A mulher negou qualquer irregularidade, sendo conduzida até a Santa Casa da cidade e, após a realização de exame de raio X, ela assumiu estar transportando entorpecente em seu corpo, retirando um invólucro com 127,54 gramas de maconha.

Lavínia

Na Penitenciária “Luis Aparecido Fernandes” de Lavinia II, no dia 11, a companheira de um sentenciado tinha algo suspeito em seu corpo, tratando-se de um invólucro com micro aparelho celular, o qual retirou e entregou voluntariamente após o flagra. Já na segunda apreensão, dia 12/01, uma visitante, mãe de sentenciado, também trazia algo em seu corpo e, sendo indagada, retirou e entregou voluntariamente um invólucro contendo cocaína. Na Penitenciária “ASP Paulo Guimarães” de Lavínia III, sábado, no setor de portaria da unidade, duas visitantes foram flagradas tentando entrar com um aparelho celular cada. Ambas foram surpreendidas durante o procedimento de revista através de scanner corporal, que acusou a presença dos aparelhos introduzidos no reto das referidas visitantes. Domingo, a companheira de outro sentenciado foi surpreendida com duas placas de celular localizadas durante o procedimento de inspeção de alimentos e produtos de higiene, trazidos pela visitante. Os objetos foram visualizados através do raio x e estavam camufladas no interior de pedaços de carne, acondicionados em uma vasilha plástica.

Mirandópolis

Na Penitenciária “Nestor Canoa” de Mirandópolis I, domingo, durante a realização do procedimento de revista no body scanner, duas visitantes foram surpreendidas com ilícitos. A esposa de um sentenciado foi flagrada com um invólucro pesando 50 gramas contendo maconha, introduzido no órgão genital. No mesmo dia, outra visitante foi flagrada com objeto estranho no corpo, porém a mesma negou portar qualquer ilícito, sendo encaminhada ao Hospital Estadual de Mirandópolis. Após a constatação do objeto pelo raio x, a visitante retirou um invólucro com aproximadamente 54 gramas de maconha. Na Penitenciária “ASP Lindolfo Terçariol Filho” de Mirandópolis II, ao ser submetida ao equipamento de scanner, foi verificado que havia algo estranho no sutiã da visitante que, ao ser revistada, tinha três invólucros contendo maconha no bojo.

Assis

Na Penitenciária de Assis, no dia 12/01, durante o procedimento de revista no equipamento de raios X, foram detectados quatro invólucros embutidos na alça da sacola de mantimentos trazidos por uma visitante, com maconha, pesando 6,3 gramas.

Presidente Bernardes

Na Penitenciária “Silvio Yoshihiko Hinohara” de Presidente Bernardes visitantes foram flagradas tentando entrar na unidade com a droga sintética “k-4” durante o último final de semana. As apreensões se deram durante o procedimento de revista no scanner corporal, sendo que duas visitantes foram pegas no sábado com folhas com a droga. Tudo estava na região da panturrilha e na calcinha, respectivamente. Domingo, outra visitante foi surpreendida com sete cartelas da mesma droga e que estavam na região da genitália.

Lucélia

Na Penitenciária de Lucélia, uma visitante foi surpreendida durante o procedimento de revista no domingo ao tentar introduzir na unidade prisional um celular que estava escondido no absorvente que utilizava dentro de sua peça.

Andradina

Na Penitenciária de Andradina, dia 11, uma visitante foi flagrada com uma cartela contendo quatro comprimidos de estimulante sexual escondida em mercadorias trazidas para um sentenciado.

Pacaembu

Na Penitenciária “Ozias Lucio dos Santos” de Pacaembu, uma visitante foi surpreendida domingo tentando entrar a unidade prisional com quatro invólucros contendo maconha. A apreensão ocorreu durante procedimento de revista através de scanner corporal, que acusou a presença do material ilícito escondido na barra da calça que ela usava.

Tupi Paulista

Na Penitenciária de Tupi Paulista, sábado, dia 11, foram registradas duas apreensões. A primeira ocorreu durante a revista dos pertences e alimentos trazidos por uma visitante. Foi achado um celular, mas a visitante afirmou que não era dela. Durante análise das imagens no aparelho, foi verificado que, possivelmente, pertenceria a outra pessoa, cadastrada como companheira de um sentenciado, que confirmou a propriedade do aparelho, declarando o possível envolvimento de uma terceira visitante. No mesmo dia, durante o procedimento de revista nos pertences e alimentos trazidos por um senhor, pai de um sentenciado, foi localizada uma nota de R$ 5.

Taubaté

No Centro de Detenção Provisória “Dr. Félix Nobre de Campos”, o CDP de Taubaté, duas jovens de 22 anos foram surpreendidas com invólucros na vagina ao serem revistadas com o escâner corporal. Indagadas, uma delas admitiu que trazia 42 gramas de cocaína e 49,2 gramas de maconha no corpo, a outra confessou ter escondido um celular dentro do órgão genital.

Potim

No mesmo dia, na Penitenciária “AEVP Jair Guimarães de Lima”, a P1 de Potim, a irmã de um sentenciado foi flagrada cometendo com algo estranho em seu corpo. Questionada pelas servidoras, a mulher contou que trazia invólucros com maconha escondidos na roupa íntima – dois no sutiã e um na calcinha, somando 27 gramas da erva.

Álvaro de Carvalho

No sábado (11), por volta das 16h50, na Penitenciária “Valentim Alves da Silva” de Álvaro de Carvalho, quando as visitantes saiam do estabelecimento prisional, ao revistar a bolsa de uma mulher, foi encontrado um bilhete com informações, recados e número de um telefone. Ao ser indagada, a mulher informou que levava o papel a pedido de seu companheiro.

Balbinos

Também no sábado, às 8h30, na Penitenciária “Rodrigo dos Santos Freitas” de Balbinos, uma agente realizava revista de rotina nos pertences da esposa de um reeducando, quando encontrou, no fundo da sacola, um chip de celular, embaixo de uma vasilha de alimento. Indagada, ela disse que não sabia da presença do chip e que havia emprestado a sacola de uma amiga fora da unidade.

Reginópolis

Na Penitenciária “Sgto PM Antônio Luiz de Souza” de Reginópolis, no sábado (11), por volta das 12h40, ao submeter os pertences de uma visitante a revista manual, foram encontrados em uma vasilha com alimentação quatro invólucros contendo maconha. Já no domingo (12), às 8h30, uma senhora também foi barrada após a agente de segurança encontrar 5 invólucros de maconha em vasilha de comida que levaria para o neto. A mulher argumentou que a vasilha lhe foi entregue por outra visitante, que não recordava o nome, mas poderia identificar. Ao identificar a mulher que visitaria outro reeducando, ela foi chamada pela equipe de agentes e teve seus pertences revistados, onde não fora encontrado nada ilícito, mas havia uma vasilha contendo fita crepe grafada com o nome da visitante interceptada com a maconha.

Campinas

No sábado (11), por volta das 9h35, uma mulher foi detida no Centro de Detenção Provisória de Campinas, durante o procedimento de revista, com anotações financeiras escondida na região do tórax. Agentes perceberam as irregularidades por meio da imagem produzida pelo scanner corporal. Ao ser questionada, ela confessou que pretendia entregar as informações ao companheiro.

Casa Branca

No domingo (12), por volta das 9h50min, a companheira de um detento foi detida na Penitenciária “Joaquim de Sylos Cintra” de Casa Branca, durante o procedimento de revista. O flagrante ocorreu porque os agentes perceberam alterações nas imagens produzidas pelo scanner corporal, constatando após revista minuciosa anotações sobre o crime organizado, no lado avesso da calça.

Sorocaba

Em Sorocaba, no sábado (11), por volta das 10h40, uma mulher de 41 anos foi detida no Centro de Detenção Provisória da cidade durante o procedimento de revista, com 33 gramas de maconha escondido na região do tórax. Agentes perceberam as irregularidades por meio da imagem produzida pelo scanner corporal. Ao ser questionada, ela confessou que pretendia entregar a droga ao filho.

Guareí

No domingo (12), por volta das 11h25, uma mulher de 23 anos, identificada como companheira de um detento foi detida na Penitenciária “Nelson Vieira”, Guareí I, durante o procedimento de revista. De acordo com informações da unidade prisional, os agentes desconfiaram da visitante porque a imagem produzida pelo scanner corporal mostrou alteração na região da cintura. Diante disso, ela acabou confessando que havia colocado 22 gramas de maconha na costura da calça e pretendia entregar ao companheiro.

Limeira

No domingo (12), uma mulher foi flagrada no Centro de Detenção Provisória de Limeira, durante procedimento de revista, com 502 micropontos de droga sintética, conhecida como K4 escondidos no lado avesso da camiseta. Agentes perceberam as irregularidades por meio da imagem produzida pelo scanner corporal. Ao ser questionada, ela confessou que pretendia entregar a droga ao filho.

Hortolândia

Domingo (12), por volta das 8h20, uma mulher de 47 anos, identificada como companheira de um detento foi pega no Centro de Detenção Provisória de Hortolândia, durante o procedimento de revista. Os agentes desconfiaram da visitante porque a imagem produzida pelo scanner corporal mostrou alteração na região pélvica. Diante disso, ela acabou confessando que havia colocado 31 gramas de maconha no absorvente e pretendia entregar ao companheiro.

Piracaciba

No domingo (12), por volta das 12h30min, uma mulher foi detida na Penitenciária de Piracicaba, durante o procedimento de revista com um grama de maconha escondido dentro de um recipiente com salada. Agentes perceberam as irregularidades durante a revista na sacola de jumbo. Ao ser questionada, a visitante confessou que pretendia entregar a droga ao filho.

Capital

Os agentes de segurança penitenciária do Centro de Detenção Penitenciária (CDP) Chácara Belém I, no domingo (12), apreenderam 60 comprimidos de cor roxa com visitante. Os ilícitos estavam escondidos no cordão da calça da mesma. No Centro de Detenção Provisória (CDP) “ASP Vicente Luzan da Silva” de Pinheiros, no sábado (11), a mãe de um detento foi flagrada tentando entrar na unidade com uma placa de carregador de celular, quatro protetores auriculares e um comprimido azul de substância não identificada em um invólucro escondido em seu ânus. O invólucro foi percebido pelos agentes de segurança a partir de revista realizada no escâner corporal, que demonstrou anormalidade na região pélvica da visitante. A mesma, ao ser indagada, negou estar portando objeto e foi encaminhada ao Hospital Maternidade Butantã exames que constataram o pacote escondido no corpo da mesma.

Franco da Rocha

No último sábado (11), na Penitenciária “José Aparecido Ribeiro” de Franco da Rocha, foi apreendido um mini celular com uma visitante da unidade prisional. O ilícito foi detectado com a mulher a partir de revista mecânica realizada no aparelho escâner corporal, que indicou anormalidade na região pélvica do corpo da mesma.

Santo André

No Centro de Detenção Provisória (CDP) de Santo André, no sábado (11), os agentes de segurança observaram a partir das imagens do escâner corporal algo suspeito na região dos glúteos de uma visitante. A mesma, ao ser questionada, informou que levava 500 gramas de maconha em sua roupa íntima.

aasassa
Topo