Texto normalContraste normalAumentar contrasteAumentar textoDiminuir texto Ir para o conteúdo

02/01/19 | Assessoria de Imprensa - SAP   Fotos: Divulgação/SAP

Apreensões com visitantes em presídios de todo estado no último fim de semana do ano (29 e 30/12/2018)


A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informa sobre as apreensões realizadas no último final de semana do ano, 29 e 30 de dezembro,em presídios de todo o estado de São Paulo. Todos os casos foram registrados por meio de Boletim de Ocorrência (B.O.)

Em cada uma das apreensões, os presos foram isolados e respondem a Procedimento Disciplinar para apurar a cumplicidade daqueles que receberiam os materiais ilícitos.

Capital

Servidores do Centro de Detenção Provisória de Pinheiros I “ASP Vicente Luzan da Silva” efetuaram duas apreensões nesse último fim de semana de 2018. No dia 29, sábado, durante procedimento de revista em alimentos e materiais, entregues por genitora de reeducando, verificou-se a existência de objeto metálico, do tipo "faca" no interior de recipiente contendo alimentação.

Já no domingo, dia 30, a companheira de detento foi submetida a procedimento de revista com scanner corporal, sendo constatado um invólucro contendo aparelho de telefonia celular introduzido em sua genitália. Diante dos fatos, as ocorrências foram registradas no 91º Distrito Policial do Ceasa - São Paulo/SP, resultando em Boletins de Ocorrências (B.O.)

Franco da Rocha

No domingo, 30, durante procedimento de revista no scanner corporal, servidores da Penitenciária I “Mário de Moura e Albuquerque”, de Franco da Rocha, notaram dois quadrados em chinelo de visitante. Ao analisarem as peças notaram substância amarelada, semelhante à cocaína, introduzida nos calçados.

Na Penitenciária II “Nilton Silva”, de Franco da Rocha, os Agentes de Segurança Penitenciária efetuaram três apreensões no domingo dia 30 envolvendo companheiras de sentenciados tentando entrar no estabelecimento penal com ilícitos.

Uma visitante foi surpreendida portando substâncias aparentando maconha e K4, que estavam escondidos em seu traje íntimo. Nos outros dois casos, os ilícitos estavam introduzidos nas genitálias das mulheres. Um deles tratava-se de substâncias que aparentavam ser maconha e cocaína, enquanto a terceira apreensão indicava ser um micro celular.

Todos os casos foram registrados na Delegaria de Polícia da cidade.

Santo André

No sábado, 29 de dezembro, visitante tentou adentrar no Centro de Detenção Provisória de Santo André com sustância branca análoga à cocaína escondida no bojo do sutiã. A ação foi evitada por meio de revista mecânica feita pelo scanner corporal que acusou a anormalidade.

Em outras três apreensões, ocorridas no domingo, 30 de dezembro, o scanner corporal indicou imagens anormais em visitantes. Duas delas acabaram admitindo estar com aparelho de telefonia celular introduzidos em suas partes íntimas.

No outro caso, registrado também no domingo, visitante estava com aparelho de telefonia celular costurado no cós de sua calça. Todas as apreensões foram registradas no 4ª Delegacia de Polícia do município.

São Bernardo do Campo

O Centro de Detenção “Dr. Calixto Antonio” de São Bernardo do Campo, registrou no domingo dia 30 de dezembro a tentativa de uma visitante de burlar a vigilância. O scanner corporal acusou anormalidade no corpo da irmã de um reeducando. Ao ser questionada, a mulher confirmou estar com invólucro introduzido em seu ânus. Em local apropriado, a visitante retirou o pacote que continha substância análoga à maconha.

Campinas

No domingo (30) uma mulher foi detida no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Campinas, durante o procedimento de revista, com 95 gramas de maconha escondidos na vagina.

Agentes penitenciários perceberam irregularidades na região genital da suspeita, por meio do body scanner. Ela foi conduzida a uma sala reservada onde confessou que estava com entorpecente e logo em seguida, de forma espontânea fez a retirada do material. Diante disso, a visitante foi levada ao plantão policial, onde permanece à disposição da Justiça e o preso que receberia a visita foi isolado preventivamente para procedimento disciplinar. A SAP informa que as pessoas as quais são flagradas tentando entrar nas unidades prisionais com materiais proibidos são suspensos, temporariamente do rol de visitas.

Piracicaba

Agentes da Penitenciária de Piracicaba encontraram uma placa eletrônica contendo uma micro câmera de filmagem com entradas para chip, cartão de memória e carregador, dentro de um controle de carro, durante o procedimento de revista de alimentos, com uma visitante, no domingo(30). De acordo com informações da unidade prisional, a mulher de 28 anos foi conduzida ao plantão policial, onde foi elaborado o boletim de ocorrência.

Itapetininga

Uma adolescente de 16 anos foi detida, durante o procedimento de revista, na penitenciária ‘Jairo de Almeida Bueno’, Itapetininga I. O flagrante ocorreu no sábado (29), quando a suspeita passou pelo body scanner. A jovem pretendia visitar o companheiro, mas imagens feita pelo equipamento mostraram que havia irregularidades na região pélvica dela, que admitiu estar com maconha na vagina.

A suspeita foi encaminhada a um local reservado, onde retirou espontaneamente um invólucro contendo 250 gramas de maconha. Ela foi conduzida ao plantão policial, onde foi tomada as providências cabíveis para a menor.

Itirapina

No sábado (29), uma mulher foi detida na Penitenciária João Batista Arruda Sampaio, Itirapina II, durante o procedimento de revista, com um aparelho microcelular, escondido na vagina.

De acordo com informações da unidade prisional, os agentes perceberam a ação por meio das imagens feitas pelo body scanner. Quando eles questionaram a visitante, ela disse que não era nada, mas em seguida admitiu que pretendia entregar o eletrônico ao seu companheiro. Diante dos fatos, ela foi encaminhada ao plantão policial, onde foi feito o boletim de ocorrência e o preso que receberia a visita foi isolado para procedimento disciplinar. A SAP informa que as pessoas as quais são flagradas tentando entrar nas unidades prisionais com materiais proibidos são suspensas, temporariamente, do rol de visitas.

Iperó

Um homem foi impedido de visitar o filho, na penitenciária ‘Odon Ramos Maranhão’, de Iperó, no sábado (29) porque agentes encontraram uma faca dentro de uma vasilha com comida, durante o procedimento de revista de alimentos. Diante do ocorrido, o suspeito alegou que a esposa dele foi quem havia preparado os alimentos e que ele não tinha intenção de portar nenhuma arma. Ele foi suspenso do rol de visitas, temporariamente e o preso que seria visitado foi isolado, preventivamente para procedimento disciplinar.

Avanhandava

No domingo (30), por volta das 11h, ao passar pelo escâner corporal da Penitenciária “Valdic Junio Alves Primo” de Avanhandava, uma visitante foi flagrada com algo oculto na região pélvica. Inicialmente, ela negou a acusação e ameaçou processar a unidade prisional.

Em seguida, a mulher concordou em ser levada a um hospital, na cidade de Promissão, onde exames constataram que ela tinha algo introduzido em seu ânus.

A visitante, então, confessou que tentava entrar com drogas no presídio e retirou de seu corpo um invólucro contendo erva esverdeada, aparentando ser maconha.

Ela visitaria o marido, porém, não confirmou se o entorpecente seria entregue a ele ou para outro reeducando. A droga contabilizou peso total de 135,74 gramas.

A mulher foi levada para o Plantão Policial de Penápolis, onde acabou presa em flagrante. Ela seria submetida a uma audiência de custódia.

Franca

No domingo (30), por volta das 11h40, ao passar pelo escâner corporal da Penitenciária de Franca, uma visitante foi flagrada com algo oculto na região do quadril. Inicialmente, ela negou a acusação.

Orientada a permanecer em frente à câmera para posterior revista, ela tentou retirar de seu ânus um objeto, com intenção de escondê-lo, mas a ação foi flagrada pelo agente, que conseguiu apreender a droga, um invólucro contendo substância em pó amarelo, aparentemente cocaína. A droga contabilizou peso total de 42,4 gramas.

A visitante foi levada para o Plantão Policial de Franca, onde acabou presa em flagrante. Ainda na Penitenciária de Franca, também no domingo (30), por volta das 12h, outro caso de apreensão foi registrado, com modo de ação bastante semelhante ao primeiro episódio.

Durante procedimento de revista em equipamento "Body Scanner", agentes penitenciários observaram uma imagem suspeita no corpo da visitante. Enquanto aguardava revista, ela retirou de seu ânus uma porção de substância esverdeada, aparentando ser maconha.

O agente de segurança, entretanto, flagrou a ação e conseguiu evitar que ela dispensasse a droga. Questionada, a mulher disse que visitaria seu marido, mas não confirmou se o entorpecente, pesando 81,9 gramas, seria entregue a ele.

A visitante foi levada para a delegacia e acabou presa em flagrante. A unidade prisional também instaurou procedimento administrativo, para averiguar a participação do detento que supostamente receberia a droga durante a visita.

Itatinga

No sábado (29), por volta das 12h10, durante procedimento de revista em equipamento "Body Scanner" no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Itatinga, agentes penitenciários constataram uma imagem suspeita na altura da cintura de uma das visitantes. Indagada, ela levantou a camiseta e foi possível verificar um aparelho celular escondido em suas calças.

Os agentes apreenderam o telefone celular com bateria e chip, além de R$ 40,00. A mulher deve ser suspensa das visitações.

Pirajuí

No domingo (30), por volta das 11h10, durante a entrada de visitantes na Penitenciária “Luiz Gonzaga Vieira” (P II) de Pirajuí, uma mulher foi flagrada pelo escâner corporal com objeto suspeito na região pélvica.

Questionada, a visitante retirou espontaneamente de sua vagina um invólucro plástico contendo 9 gramas de substância esverdeada, aparentando ser maconha, e 103 gramas de pó esbranquiçado, supostamente pasta base de cocaína.

Ela foi encaminhada para delegacia - bem como a droga -, onde a autoridade policial registrou boletim de ocorrência e tomou as providências cabíveis.

A unidade prisional também instaurou procedimento administrativo, para averiguar a participação do reeducando que supostamente receberia o entorpecente.

Ribeirão Preto

No domingo (30), por volta das 10h, uma mulher passava por revista pelo “Body Scanner” na Penitenciária de Ribeirão Preto, quando a imagem atestou positivo para presença de objeto na região genital.

Ela foi acompanhada por agentes femininas até uma sala reservada e, ao ser indagada, confirmou ter introduzido ilícito em seu próprio corpo.

Voluntariamente, a visitante retirou de sua vagina um invólucro feito com fita adesiva, acondicionando erva com características de maconha - substância escurecida, semelhante a haxixe -, além de 13 micropontos de LSD e um pedaço de papel com anotações suspeitas.

A unidade prisional tomou as medidas necessárias em casos de apreensões: condução da visitante à Central de Polícia Judiciária (CPJ) de Ribeirão Preto, condução do sentenciado ao Pavilhão Disciplinar, comunicado o juiz da Vara de Execuções Criminais e instaurada apuração dos fatos.

Serra Azul

Também no domingo (30), por volta das 6h50, durante a entrada dos visitantes na Penitenciária I de Serra Azul, uma mulher foi flagrada pelo escâner corporal com objeto suspeito na região do quadril.

Ela foi acompanhada por agentes femininas até o banheiro e, ao ser questionada, confirmou ter introduzido ilícito em seu próprio corpo.

Voluntariamente, a visitante retirou de seu ânus um invólucro acondicionado em saco plástico contendo erva com características de maconha.

A mulher contou, ainda, que conseguiu a droga com outra visitante no setor de subportaria e que entregaria a maconha ao seu amásio, o qual cumpre pena na unidade de Serra Azul há cerca de dois anos.

Alegou, inclusive, que seu amásio solicitou que ela levasse a droga para o interior do presídio, mas disse não saber o fim que ele daria para o entorpecente.

A visitante foi encaminhada para a delegacia, onde a autoridade policial registrou um boletim de ocorrência. Também foi instaurado Procedimento Disciplinar para apurar a cumplicidade do detento que receberia a droga.

Andradina

Na Penitenciária de Andradina, visitante foi flagrada durante revista com o uso do aparelho de scanner corporal com volume irregular na genitália. Após ser questionada, a aludida visitante entregou de forma espontânea um invólucro com maconha.O fato ocorreu no sábado, 29.

Assis

No sábado, 29, avó de um sentenciado foi flagrada no sábado na Penitenciária de Assis tentando entrar com R$ 40,00 em espécie enrolado em dois lenços, alegando que tinha esquecido no sutiã.

Irapuru

No domingo, 30, companheira de reeducando da Penitenciária de Irapuru foi flagrada durante os procedimentos de revista com scanner corporal com um invólucro contendo um micro aparelho de telefonia celular.

Junqueirópolis

Foram três apreensões na Penitenciária de Junqueirópolis, sendo uma no sábado, 29, e duas no domingo, 30. No sábado, Por volta das 11h, companheira de sentenciado foi flagrada pelo scanner corporal com um invólucro, que após a devida averiguação ficou constatado que continha em seu interior um aparelho microcelular. No domingo, por volta das 10h e às 11h45 respectivamente, outras duas companheiras de outros presos foram flagradas da mesma forma também tentando entrar com micro aparelhos celulares – um telefone cada uma. Em todo os casos, os aparelhos estavam ocultis no genitais

Lavínia

Na Penitenciária II "Luis Aparecido Fernandes" de Lavínia, no domingo, 30, companheira de sentenciado foi flagrada pelo aparelho de scanner corporal da unidade com um invólucro oculto no órgão genital contendo 194 comprimidos de medicamento Pramil.

Também no domingo, 30, porém na Penitenciária III "ASP Paulo Guimarães" de Lavínia, agentes encontraram 113 cigarros com maconha camuflada no interior de nove maços de cigarros. A apreensão ocorreu durante a revista manual nos pertences, popularmente conhecida como jumbo, trazido por companheira de preso da unidade.

Martinópolis

No domingo, por volta das 11h30, visitante foi tentou ingressar na Penitenciária "Tacyan Menezes de Lucena" de Martinópolis com um invólucro inserido na genitália que ocultava um micro aparelho de telefonia celular. Mais tarde, por volta das 12h30, outra visitante tentou ingressar na unidade com maconha e comprimidos de estimulante sexual, ocultados na barra da calça.

Mirandópolis

Na Penitenciária II "ASP Lindolfo Terçariol Filho" de Mirandópolis, no domingo, 30, às 8h40, agentes desconfiaram das imagens do scanner corporal da unidade, que apontava algo oculto nos genitais de visitante, companheira de preso da unidade. A visitante foi encaminhada ao Hospital Estadual de Mirandópolis para realização de exame Raio-X , sendo comprovado o ilícito e apreendido um invólucro contendo em seu interior cocaína.

Pacaembu

Na Penitenciária "Ozias Lúcio dos Santos" de Pacaembu, no domingo, 30, visitante foi flagrada tentando entrar com um invólucro, contendo cocaína. O ilícito estava introduzido na genitália.

Pracinha

No domingo, na Penitenciária de Pracinha, após detectar algo errado na revista com o scanner corporal, agentes femininas encontraram maconha oculta em forro falso de calcinha que visitante, companheira de preso da unidade, usava.

Presidente Bernardes

Na Penitenciária "Silvio Yoshihiko Hinohara" de Presidente Bernardes, foramquatro apreensões, sendo duas no sábado, 29, e duas no domingo, 30. No sábado, por volta das 08h30, durante procedimento de revista no scanner corporal, uma visitante foi flagrada com quatro invólucros plásticos contendo cocaína, escondido em uma peça de roupa “top”. Na mesma data, por volta das 09h15, durante o mesmo procedimento, outra visitante foi flagrada com um aparelho de telefonia celular, introduzido na genitália.

No domingo, às 6h40, durante o procedimento de revista no scanner corporal, outra visitante foi flagrada com uma maconha, escondida na região do tórax, em uma peça de tecido. Mais tarde, às 7h40, durante o mesmo procedimento, mais uma visitante foi flagrada com um aparelho de telefonia celular, introduzido na genitália.

Presidente Prudente

Na Penitenciária "Wellington Rodrigo Segura" de Presidente Prudente, duas visitantes foram flagradas tentando entrar com ilícitos, no domingo, 30. Às 9h30 , durante o procedimento de revista no scanner corporal, foi percebido algo de anormal na região do órgão genital de companheira de sentenciado, que questionada, informou que estava com maconha. Às 10h, companheiro de sentenciado foi flagrado da mesma forma com maconha amarrada nas pernas.

São José do Rio Preto

No Centro de Detenção Provisória de São José do Rio Preto, no domingo, 30, companheira de detento da unidade foi surpreendida tentando entrar com um aparelho de telefonia celular. Durante os procedimentos de revista através do scanner corporal, a funcionária que estava operando a máquina constatou uma imagem semelhante a um pacote no interior da região intima. Foi solicitado que ela retirasse o objeto, o que a visitante atendeu após alguns minutos.

aasassa
Topo