Texto normalContraste normalAumentar contrasteAumentar textoDiminuir texto Ir para o conteúdo

Conexão Familiar

Com o projeto Conexão Familiar, a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) criou ferramentas e alternativas de redução do distanciamento, dando continuidade ao objetivo de preservar e manter o vínculo afetivo entre as pessoas privadas de liberdade e seus familiares neste momento de pandemia.

A retomada gradual e controlada das visitas presenciais, a terceira fase do projeto, coroa com sucesso os esforços da Pasta em atender as determinações dos órgãos de saúde, visando conter a taxa de contaminação da Covid-19, além de reduzir o índice de letalidade no estado.

O projeto Conexão Familiar foi idealizado pelo Departamento de Atenção ao Egresso e Família e sua execução só é possível graças à união de esforços dos profissionais da Secretaria, englobando as coordenadorias regionais e diretorias setoriais, sob supervisão da Coordenadoria de Reintegração Social e Cidadania.


  Fase 1 - Correspondências Virtuais

A manutenção do vínculo foi realizada via formulário eletrônico, permitindo uma comunicação mais ágil do que por correspondência física. Mesmo com a retomada gradual e controlada das visitas presenciais, ela continua disponível, sendo encaminhado diretamente ao reeducando (a), que responde no verso da mensagem e tem sua resposta escaneada e remetida ao familiar.


  Fase 2 – Visitas Virtuais

Vigente somente nos Hospitais de Custódia e Tratamentos Psiquiátrico (HCTPs) e Centro de Readaptação Penitenciária (CRP) de Presidente Bernardes. Nas demais unidades prisionais, suspensa por conta da retomada gradual e controlada das visitas presenciais.

As visitas virtuais são realizadas por meio de videoconferência, permitindo o contato visual e sonoro entre reeducandos (as) e visitantes. Só pode usufruir da ferramenta o familiar que estiver cadastrado no rol de visitas dos reeducandos. As visitas virtuais ocorrem aos sábados e domingos, das 8h às 16h.


Compartilhe Facebook      Twitter      Whatsapp      Linkedin      Enviar por e-mail

  Fase 3 – Retomada gradual e controlada das visitas presenciais

ATUALIZAÇÃO

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP), em razão do avanço da vacinação promovida pelo Governo de São Paulo e da melhora dos índices da contaminação pela Covid-19, irá flexibilizar o contato físico entre familiares e custodiados nas 179 unidades prisionais.

A partir desse fim de semana, 21 e 22/05, bebês e crianças de zero a cinco anos poderão entrar para visita social nos presídios do estado de São Paulo. Continua valendo a limitação de até dois menores por dia de visita, por privado de liberdade. As crianças entre cinco e 12 anos incompletos devem apresentar comprovante de esquema vacinal completo, assim como os adultos – restritos a duas pessoas maiores de 12 anos por reeducando, com ciclo vacinal completo.

O visitante deverá portar a carteirinha de visitante, o documento de identificação com foto e o comprovante físico de vacinação contra a Covid-19.

Está permitida a entrada de até três quilos de comida pronta em geral, além de uma garrafa pet de 2 litros de refrigerante por reeducando.

As visitas ocorrerão por um período máximo de seis horas (das 9h às 15h), divididos entre os finais das matrículas dos reeducandos (pares e ímpares) e mediante divisões de pavilhões (pares e ímpares), conforme cronograma abaixo. Os presídios em que os pavilhões são divididos por letras seguem as mesmas regras, considerando como PARES os pavilhões B, D, F, H, J e L e ÍMPARES os pavilhões A, C, E, G, I, K e M.

Os Centros de Ressocialização, Hospitais de Custódia e Alas de Seguro serão considerados pavilhão único, sendo as visitas realizadas em finais de semana intercalados, ficando a distribuição das matrículas de acordo com o calendário das demais unidades prisionais.

 

Segue cronograma do final de semana – 28/05 a 29/05: 

Topo