Volta para página inicial mande um e-mail para a SAP obtenha mais informações técnicas sobre o site

Página Principal

Conheça a SAP

Dirigentes

Estrutura Básica

Coordenadorias

Unidades Prisionais

Corregedoria

Ouvidoria

Escola (EAP)

Órgãos Vinculados

Penas Alternativas

Tecnologia (DTI)

Editais

Estatísticas

Imprensa

Reportagens Especiais

Notícias SAP

Entrevista do Mês

Clipping

Links

Fale com a SAP

 
Clique aqui para acessar
Clique aqui para acessar

Clique aqui para acessar a Fundação Vunesp

Este Website utiliza recursos Macromedia® Flash®
 

Feira Cultural na Penitenciária de Itaí

Unidade para presos estrangeiros teve evento de artes que explorou a diversidade de culturas

 

 Artesanato produzido pelos internos da Penitenciária de Itaí

 

O mês de abril foi especial para os reeducandos da penitenciária Cabo P.M. Marcelo Pires da Silva, de Itaí (287 Km de São Paulo). No dia 17, presos e funcionários organizaram uma “feira cultural”, onde foram expostos trabalhos artesanais feitos pelos próprios internos, que aprenderam técnicas em cursos ministrados por professores da Sutaco (Superintendência do Trabalho Artesanal nas Comunidades), numa parceria com a Funap (Fundação de Amparo ao Preso). Os visitantes também participaram da entrega de certificados aos reeducandos que concluíram os cursos de serigrafia e de bordado em pedraria, respectivamente, 20 e 22 presos.

A feira aconteceu no pátio extra-muro da unidade durante todo o dia e foram expostos os trabalhos dos reeducandos, que destacaram a cultura de cada país (a Unidade só possui presos estrangeiros), através de quadros, bijouterias, acessórios e outros utensílios. Também foi apresentado ao público, quadros das atividades realizadas no setor de trabalho e educação do presídio.

Com o objetivo de apresentar o trabalho penitenciário à sociedade civil e organizada, os participantes puderam entrar em contato com o cotidiano do homem preso e conhecer a qualidade da mão-de-obra existente dentro do presídio. As peças que se destacaram na exposição foram levadas para o 51º Congresso Estadual de Municípios que aconteceu em Campos do Jordão, entre os dias 23 e 28 de abril, onde a Funap montou um estande.

 

A Diretora Executiva da Funap, Lúcia Maria Casali de Oliveira prestigiou a exposição

 

Hoje o trabalho artesanal é desenvolvido por 97 sentenciados, que são acompanhados por funcionário responsável pelo desenvolvimento do controle e inspeção da utilização adequada do material adquirido como matéria prima. “Aqui destacamos o reaproveitamento de madeira de pallet (espécie de plataforma utilizada para acondicionar produtos e mantê-los fora de contato com umidade) fornecidos pela empresa Melitta, na produção de peças artesanais”, explica o Diretor Técnico de departamento, Mauro Henrique Branco. “Os participantes ficaram satisfeitos com o que viram, reconhecendo o trabalho realizado nas parcerias entre empresários e unidade prisional; na forma com que os reeducandos são tratados, nas oportunidades oferecidas, nas que serão implementadas e nas possibilidades da reintegração social do preso”, acrescenta.

O diretor destaca que a biblioteca da unidade possui um acervo de 4.399 livros sendo 70% deles em português e os demais divididos em vários idiomas como alemão, espanhol, francês, holandês, inglês, italiano, polonês, búlgaro, sérvio, húngaro, russo, chinês, hebraico e coreano.

Devido ao sucesso da feira, o presidente da Sutaco de Itaí, também se mostrou interessado em apresentar os trabalhos dos reeducandos em uma exposição itinerante que deve passar por nove municípios da região.
 

 

Assessoria de Imprensa - SAP

 Notícia postada em: 04/05/07

 

Secretaria da Administração Penitenciária

Governo do Estado de São Paulo